Buscar
  • Requião

Em Toledo, Requião promete recuperar as estatais e baixar as tarifas de água e luz

Caravana da Esperança reuniu lideranças de Toledo, e reafirmou apoio a Requião.

Caravana Requião em Toledo - Foto Evânio Guerrezi

Lideranças populares, partidárias e sindicais se encontraram com o pré-candidato ao governo do Paraná, Roberto Requião, no salão de eventos do Sindicato dos Bancários de Toledo e região, na noite desta quinta-feira, 7. Recuperar a Copel e a Sanepar, defender as estatais, e garantir tarifas de água e luz justas para o povo paranaense, foram alguns dos temas abordados nesta décima terceira etapa da Caravana Requião. O evento teve a presença dos deputados estaduais Requião Filho, Professor Lemos, e Arilson Chiorato, presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), além dos vereadores Elton Welter (PT-Toledo) e Liliam Porto (PT-Cascavel), e, do deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR).


A reunião ainda contou com a presença de lideranças de diferentes partidos políticos, movimentos sociais e sindicais, que apontaram as principais demandas de suas áreas de atuação e demonstraram apoio ao movimento, plural e suprapartidário, desenhado desde meados do ano passado.


Pré-candidato ao Palácio Iguaçu em 2022, Requião destacou em seu discurso a importância de recuperar o papel social das empresas estatais como a Sanepar e a Copel, e fazer com que elas voltem a cobrar um valor justo nas tarifas de água e luz.


''Imediatamente vamos fazer uma intervenção na Copel e na Sanepar, como já fizemos anteriormente. Tarifa zero para famílias mais carentes. A Copel teve o maior lucro da história do Paraná, e o que fizeram? Deram 65% dos lucros para grupos de investimentos norte-americanos. Acabaremos com isso em um fim de semana, e voltaremos com as políticas sociais para nossas empresas’’, discursou.
Foto: Evânio Guerrezi

Requião também relembrou da sua política econômica e dos programas sociais implementados durante suas três gestões, destacando que, em um eventual novo governo, um de seus objetivos será melhorar e reimplantar todos eles.


“Nós vamos fazer o que já fizemos, só que melhor e com mais experiência. Durante a crise econômica de 2008, pegamos itens de consumo-salário e baixamos impostos em um acordo com os supermercadistas’’, relembrou.


O pedágio também foi tema de reflexão do ex-senador, que falou de sua luta para diminuir o valor das taxas. ‘’Cada vez que eu enfrentava o pedágio, eles entravam na Justiça, e o Ministério Público Federal e o do Estado davam pareceres a favor da roubalheira. O juiz dava sentença a favor do aumento, sem passar pelo plenário. Foi uma luta dura, mas todo mundo sabe hoje que o pedágio do Paraná é um escândalo’’, criticou.


Requião também falou sobre a importância de políticas econômicas que ajudem as micro e médias empresas paranaenses a terem apoio do Estado, com impostos baixos e subsídios para que cresçam e gerem emprego.

‘’Nós temos que abrir esse jogo. O que estamos propondo não é só para nós. É a dignidade do trabalho, sim. Mas é a possibilidade dos empreendedores se mobilizarem com impostos pequenos, razoáveis para poderem agir. Lamento que a Associação Comercial não esteja aqui no plenário debatendo com a gente. Porque somos a base que quer remover essa brutalidade que está instalada no governo do Paraná, e do Brasil”.

Caravana Requião em Toledo - Foto: Evânio Guerrezi

Ao lado de Requião, o deputado federal Zeca Dirceu destacou a importância da Caravana para que prepare o conjunto de apoiadores e militantes para a batalha eleitoral deste ano.


‘’Nós temos a tarefa de nos mobilizarmos, vencermos o bloqueio dos meios de comunicação, apostar forte nas redes sociais, voltar para as ruas para motivar as pessoas e despertar a esperança novamente, e a indignação que temos que ter no momento com o desemprego e a inflação, com os governos de joelhos para as grandes corporações. Tem sentido a Copel dar lucro e sangrar o bolso dos trabalhadores e empresários?’’, questionou.

Também presente na Caravana de Toledo, o deputado estadual Professor Lemos falou das conquistas durante os governos Requião na área da Educação. ‘’Com Requião vamos retomar com certeza os avanços na Educação básica e superior. Durante seu governo o investimento no ensino aumentou de 25% para 30%. É por isso que temos sete universidade’’.

O deputado estadual Requião Filho fez duras críticas a atual gestão Ratinho Jr. ‘’Não tem investimento do Estado em infraestrutura, não tem governador cuidando da educação, não tem governador cuidando da segurança. Quem governa são as grandes empresas multinacionais’’.


Sobre o agronegócio, Filho destacou a importância do segmento, mas também do apoio ao pequeno agricultor. ‘’O agronegócio é importante sim, mas precisamos pensar no apoio ao pequeno agricultor produtor de alimentos. Hoje não temos apoio a pequena ou a média propriedade, não tem Emater, só tem apoio para as commodities. Eu me preocupo porque tenho dois filhos, netos do Requião, e tentei, mas não dá para alimentá-los só com milho e soja’’, criticou.


O presidente do PT do Paraná, deputado Arilson Chiorato, organizou a mesa e também criticou as políticas do atual governo, e comparou com as políticas sociais de Requião. ‘’Tivemos 320 programas sociais, biblioteca cidadã, trator solidário, panela cheia, clínicas da mulher e da criança, são boas lembranças. O Paraná de hoje foi trocado por R$ 17 bilhões em renúncias fiscais, e não tem uma empresa de Toledo sendo beneficiada. É dinheiro que sai da Saúde e da Educação para beneficiar poucas empresas’’.

Também estiveram presentes e fizeram uso da palavra:

- Zelario Bremm, ex-presidente do Sindicato dos Bancário de Toledo

- Antônio Sergio Freitas, presidente do PV-Toledo

- Edson Semionato, presidente do PT-Toledo

- Sueli Gonçalvez, APP-Sindicato

- Vereador de Toledo, Elton Welter (PT-PR)

- Márcio Killer, presidente da CUT-PR

- Ester Heuser, Unioeste

- Vereadora de Cascavel, Lilian Porto (PT-PR)

73 visualizações