Buscar
  • Requião

Em Montevidéu, Requião pede que Parlasul seja um bloco com força e união

Em Montevidéu, Requião pede que Parlasul seja um bloco com força e uniãoParlamentares europeus reuniram-se nesta segunda-feira (31) com membros do Parlasul, na sede em Montevidéu, para debater a integração entre os blocos. O senador Roberto Requião, presidente da Representação Brasileira no Parlasul, falou sobre a necessidade de tirar o Parlasul do “estado embrionário”. Requião ressaltou que o Paralsul, atualmente, tem apenas caráter apenas consultivo e uma posição deficiente. “O caminho é construir propostas que nos qualifiquem no mercado internacional não como países individuais, mas como um bloco com a força da união de nossas partes”. “Somos representantes da diversidade do Mercosul e temos uma proposta de unidade. O embaixador Samuel Pinheiro Guimarães é um exemplo disso”, citou o senador. O presidente da delegação européia, Luis Yáñez Barnuevo (Espanha), defendeu a concretização do tratado União Européia-Mercosul e declarou apoio pelo aumento das forças do Parlasul. Jean-Pierre Audy (França), vice-presidente da delegação européia, apresentou sua visão pessoal sobre as negociações do tratado entre os blocos e declara que estão bem encaminhadas. Já a parlamentar Ilda Figueiredo (Portugal) falou da necessidade de aprofundar as relações entre os povos europeus e Mercosul e afirmou que nenhuma das partes deseja que seja limitado a um Acordo de Livre Comércio. Nesta terça-feira, 1º de novembro, a delegação europeia reúne-se com representantes uruguaios e com o presidente da República do Uruguai, Don José Mujica. Representates – Pelo Parlasul, participaram da reunião os parlamentares Unzaín Ignacio Mendoza, presidente do Parlasul; Ramón Ángel Barchini, Alfonso González Núñez e Eric Salum (Paraguai); Gustavo Borsari e Rubén Martínez Huelmo, presidente da delegação (Uruguai); Ruperto Godoy (Argentina); senadora Ana Amélia e os deputados federais Dr. Rosinha e Antônio Carlos Mendes Thame (Brasil).

0 visualização