Buscar
  • Gabriel Carriconde

Em Cascavel, Requião defende impostos baixos para micro e pequenas empresas

Caravana encerrou sua visita ao oeste do estado, com auditório lotado em Cascavel




O pré-candidato ao governo do Paraná, Roberto Requião, foi recebido com entusiasmo por lideranças populares, partidárias e sindicais na sede social do Sintrivel (Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil de Cascavel). Entre os temas abordados para o público, que lotou as dependências do sindicato, Requião defendeu impostos mais baixos para as micro e pequenas empresas, de modo a recuperar o consumo e o poder de compra do povo. O ex-governador lembrou quando enfrentou com pulso firme a crise econômica de 2008, desonerando as empresas, os itens da cesta básica e a linha de eletrodomésticos.


Esta foi a décima quarta etapa da Caravana Requião, que passou na última semana pelas cidades de Toledo e Cascavel. O evento teve a presença dos deputados estaduais petistas Requião Filho, Professor Lemos, e Arilson Chiorato, presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), e deputado federal Ênio Verri, (PT-PR), e a presidenta nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann. A Caravana Requião também contou com dirigentes de partidos políticos, movimentos sociais e sindicais.


Ajuda aos micro e pequenos empresários


Em seu discurso, Requião relembrou da sua política econômica e dos programas sociais implementados durante suas três gestões frente ao governo do Estado, e defendeu desonerar de tributos as micro e pequenas empresas, e melhorar a capacidade de consumo das famílias trabalhadoras.


“Nós vamos fazer o que já fizemos. Trocamos impostos por emprego. Os empresários pagavam menos tributos, mas em contrapartida melhoravam o salário dos trabalhadores’’.


“Nós vamos fazer o que já fizemos. Trocamos impostos por emprego. Os empresários pagavam menos tributos, mas em contrapartida melhoravam o salário dos trabalhadores’’.

Educação


O ex-governador destacou também em sua fala a importância de se recuperar o investimento público para a área da Educação, em um momento onde o atual governo Ratinho Jr terceiriza serviços em contratos milionários com empresas privadas.


“Durante nossos governos, subimos o investimento em Educação em 30%, o maior do Brasil. Hoje, está terceirizando tudo, utilizando os trinta por cento para contratar empresas privadas, substituindo o ensino público”, disse.


Gleisi


Ao lado de Requião, a presidenta do PT, e deputada federal Gleisi Hoffmann, falou sobre a disputa de projetos de país que se confrontaram nas eleições de outubro, e a importância de se fazer um amplo movimento suprapartidário ao entorno das candidaturas do campo progressistas.


“São dois projetos de país e duas visões de política que vão se confrontar, e isso vai acontecer aqui no Paraná, por isso nós temos que ter a capacidade de fazer um amplo movimento nessas eleições. Nós estamos tratando não é só uma questão de esquerda e direita não, é uma questão civilizatória, é a civilização contra a barbárie é a democracia contra o autoritarismo”, analisou.


Ênio Verri


Também presente na Caravana, o deputado federal Ênio Verri, ex-secretário do Planejamento durante a gestão de Roberto Requião, discursou na defesa da presença do estado em políticas públicas para melhorar a vida do povo, e criticou as políticas neoliberais do governo contra os servidores públicos.


“No Paraná temos desigualdades sociais e regionais, gigantescas. Como você reduz isso? Com a presença forte do governo. É o Estado que interfere através de suas estatais, de suas secretarias, intervindo nas realidades locais para melhorar a qualidade de vida do povo. (...) Quando uma reforma administrativa destrói serviços públicos, como se faz no Paraná com o Ratinho, com o seu tratamento os servidores públicos, não estamos atingindo a elite, mas sim, os mais pobres que precisam dos serviços prestados pelo estado”, refletiu. Requião Filho


Em sua intervenção, o deputado estadual Requião Filho, criticou os financiadores de campanha ligados aos atual grupo dirigente do estado, e reafirmou o compromisso da campanha de Requião com a população e o povo paranaense. ''Eles trabalham para manutenção do pedágio, para tirar o dinheiro do bolso dos trabalhadores. Hoje somos a minoria no congresso e na Assembleia Legislativa, mas nosso compromisso é com o povo do Paraná, e o do Ratinho e do Bolsonaro, é com os financiadores de campanha'', criticou.

Arilson Chiorato

Já o presidente do PT do Paraná, deputado Arilson Chiorato, um dos organizadores da Caravana, criticou os gastos do governo Ratinho Jr com publicidade, enquanto a saúde do estado precisava de financiamento durante o início da pandemia de covid-19, em 2020. “O que tá acontecendo é muita propaganda. É muita mentira. Em propaganda que foram gastos em 2020, 60 milhões, em 2021, 90 milhões, e nesse ano será de 160 milhões. Enquanto isso a saúde do Paraná, patina. Em 2019 não tinha pandemia e foi 12,2 por cento investido em saúde. Em 2020 na pandemia 12.2% em saúde, e em 2021, saindo da pandemia 12.4% em saúde. A saúde para esse povo é meta fiscal”, criticou.



Também estiveram presentes e fizeram uso da palavra:


- Roberto Leal, presidente do Sintrivel

- Gladys Helena Rossi, presidenta do PT Cascavel

- Lidi Rufino, Movimento Negro de Cascavel

- Lilian Porto, vereadora do PT em Cascavel

- Deputado Estadual Arilson Chiorato

- Deputado Estadual Professor Lemos

- Deputado Estadual Requião Filho

- Presidente da APP-Sindicato Cascavel, Marta da Silva Soligo

- Presidenta do PCdoB Cascavel, Monica Andressa Silveira

- Deputado Federal Enio Verri

- Deputada Federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann

91 visualizações