Buscar
  • Requião

CE aprova aumento da carga horária do ensino básico para 960 horas

CE aprova aumento da carga horária do ensino básico para 960 horasA Comissão de Educação do Senado, presidida pelo senador Roberto Requião, aprovou nesta terça-feira, 3, a elevação da carga horária mínima, nos níveis fundamental e médio, para 960 horas anuais. A proposta foi apresentada pelo suplente do senador Álvaro Dias (PSDB-PR), Wilson Matos, quando substituía o titular, em 1966.O acréscimo de mais 160 horas anuais provocou intenso debate entre os membros da Comissão, com alguns senadores defendendo que estados e municípios com menores recursos financeiros dificilmente poderão arcar com o aumento do número de aulas, como disse o senador e ex-governador do Piauí, Wellington Dias. No entanto, o senador Roberto Requião conduziu as discussões para que fosse obtido consenso, já que não havia discordância quanto à justeza da proposta. Por fim, os senadores concordaram que o aumento da carga horária forçará o poder público a buscar recursos para implantá-la e que essa elevação é um passo a mais na direção do ensino integral, considerado pelos membros da CE como metal final da educação pública brasileira.A CE aprovou ainda projeto de lei do ex-senador Flávio Arns reconhecendo a equoterapia como método educacional e terapêutico, indicado especialmente para o tratamento de pessoas portadoras de necessidades especiais.Haddad de voltaA Comissão aprovou também a convocação do ministro da Educação, Fernando Haddad, para esclarecer denuncias de que livros didáticos aprovados pelo MEC criticam o Governo Fernando Henrique Cardoso e elogiam o Governo Luís Inácio Lula da Silva. Requião acrescentou ao requerimento do senador Cyro Miranda (PSDB-GO) a convocação de dirigentes da Associação Brasileira de Editores de Livros Didáticos –Abrelivros, e a Editora Ática, do Grupo Abril, que produziu o livro com críticas a FHC, para também participarem da audiência, que vai ser no dia 10.Ainda por requerimento de Requião, a CE vai fazer uma audiência pública para debater os avanços da educação pública paranaense, examinando temas como a criação do livro didático público, o programa de formação continuada, o portal da educação, a informatização das escolas, o ensino profissionalizante. Para essa audiência vão ser convocados os ex-secretários da Educação do Paraná Maurício Requião e Ivelize Arco-Verde.Foto: Geraldo Magela / Agência Estado

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo