Buscar
  • Requião

Biblioteca Cidadã é um projeto do Governo Requião


PICT0002

A meta era que os 399 municípios do Paraná tivessem ao menos uma sala de leitura com bom acervo de livros. “A leitura construiu minha carreira política e tenho certeza de que muitos comandantes políticos sairão destas salas. A gente só pensa com vasto vocabulário e para isso os livros são fundamentais”, afirmou Requião ao inaugurar a primeira Biblioteca do projeto em Carambeí.

As sete primeiras cidades que receberam as Cidadãs em 2004: Carambeí, Cantagalo, Santa Maria do Oeste, Itaperuçu, Três Barras, Imbaú e Tamarana. Em oito anos de mandato, Requião inaugurou mais de 200 Bibliotecas e deixou mais de 100 em construção para seu sucessor inaugurar, num investimento de R$ 100 milhões. Beto Richa anunciou a construção de apenas dez novas unidades.

O projeto segue o definido por Requião em 2003: um prédio de 150 metros quadrados abriga, além da Biblioteca, um telecentro, salão comunitário, espaço cívico e de recreação. Na inauguração, cada unidade recebe um acervo de 2 mil títulos, elaborado pela Biblioteca Pública do Paraná.

Em 2005, Requião lançou a segunda fase do projeto Biblioteca Cidadã, que beneficiou 41 municípios. Em 2006, veio a terceira fase do projeto, contemplando mais 34 cidades e, no mesmo ano, outras 21 unidades foram autorizadas. “Investir em educação e cultura é prioridade em nosso governo. Essas bibliotecas são espaços importantes porque democratizam o acesso à cultura e ao saber no Paraná”, disse Requião à época.

Em 2007, Espírito Santo e Tocantins adotaram o modelo desenvolvido no Paraná, que unia cultura e tecnologia no mesmo espaço. Valquíria Moreira Rezende, Secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social do Tocantins à época, apontou o projeto como uma referência. “A forma como foi planejado, a composição do acervo, a inovação e a competência como foi realizado tornam a Biblioteca Cidadã um modelo nacional”, disse.

Em 2008, as Bibliotecas chamar a atenção do Ministério da Cultura, que pediu ao Governo do Paraná cópias do projeto para transformá-lo em ponto de partida para um programa nacional de leitura, que se chamaria “Pontos de Leitura”. No mesmo ano, Requião assinou mais 19 contratos para construção de Bibliotecas Cidadãs.

Em 2009, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador Roberto Requião inauguraram a Biblioteca Cidadã na cidade de Congonhinhas, no Norte Pioneiro do Paraná. “Este é um projeto fantástico, que vai revolucionar Congonhinhas e todo o nosso Estado, com uma biblioteca que dispõe dos melhores livros”, disse o ex-prefeito Luciano Merhi. Em seguida, Requião autorizou a construção de mais 78 unidades do projeto.

Até o final de 2010, último ano do Governo Requião, o número de bibliotecas entregues ou contratadas pelo governo ultrapassava 300 unidades, com um investimento total de mais de R$ 100 milhões desde 2003.

0 visualização