Buscar
  • Requião

A verdade sobre a Copel. Beto Richa mente aos paranaenses


concurso-companhia-paranaense-energia-copel-atepassar

“Para fazer frente aos seus planos, a Copel conta com um caixa de R$ 2 bilhões e o baixo endividamento – 17% sobre o patrimônio líquido – se comparado à média de mercado de companhias de mesmo porte, que gira em torno de 40%”. (A afirmação é do presidente da Copel, Lindolfo Zimmer, no dia 25/07/2011, em entrevista para o jornal Gazeta do Povo). Em 2010, último ano da gestão de Roberto Requião frente ao Governo do Paraná, a Copel tinha em caixa R$ 2 bilhões e os consumidores tinham desconto para pagamento em dia. Foram implementados diversos programas sociais como a Luz Fraterna e a Irrigação Noturna.

O maior reconhecimento da gestão Requião foi dado pelo valor da ação da empresa na Bolsa de Nova Iorque. Em dezembro de 2002, último mês do Governo Lerner, a cotação de cada ação era de US$ 1,80. Em dezembro de 2010, a mesma ação valia US$ 25. Atualmente, a cotação está em torno de U$ 10.

No período do Governo Requião foram transferidos para os consumidores do Paraná quase R$ 4 bilhões em descontos. Agora, o atual governador prefere repassar este valor aos acionistas privados, dos quais mais de 20% estão fora do Brasil.

O mais grave é que a atual gestão está levando a Copel Distribuição à situação de falência, já teve formalmente correspondência da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – alertando o governador, o que levaria a grave consequência para os consumidores do Paraná.

No entanto, a pior notícia que Beto Richa deve dar à população do Paraná será o reajuste das tarifas da Copel para o mês que vem, que devem ultrapassar a 30%. Bem diferente do Governo doPMDB, que postergava os reajustes nas tarifas, tanto da Copel como da Sanepar. E, mesmo com descontos nas tarifas, deixou a empresa numa situação considerada como uma das melhores empresas do Brasil, segundo o atual presidente da Copel.


0 visualização